By

Quando falamos nos desfiles Victoria’s Secret lembramo-nos de mulheres magras, altas e brilhantes, como se fossem autênticas bonecas. Felizmente este conceito está a mudar e a prova disso é que há cada vez mais mulheres reais na passerelle! É com essas que nos identificamos.

Elas sorriem, piscam o olho e mandam um beijinho. Altas, magras e cheias de óleo que brilha no corpo, desfilam com asas de anjo ao som da música e dos aplausos. Todos os anos o desfile Victoria’s Secret é assim. Muitos veem e reveem, ora porque adoram ver mulheres em lingerie, ora porque sonham um dia estar ali. Outros tantos abominam o evento, não se identificam minimamente com o conceito nem com a imagem que a marca americana quer transparecer da mulher.

Felizmente o conceito de corpo ideal está a mudar e cada vez mais o lado estético anda de mãos dadas com a saúde. Hoje em dia, mulher real é sinónimo de corpo saudável e corpo saudável está cada vez mais longe dos “esqueletos vaidosos”. Há muito que esse é o nosso pensamento e maneira de estar e parece que também a mentalidade da Victoria’s Secret (a marca costuma ser fortemente criticada pelo uso excessivo de photoshop) está a mudar. A menos de um mês do desfile anual (estima-se que a gravação será feita a 30 de novembro em Paris, mas só será transmitido a 5 de dezembro no canal de televisão norte-americano CBS), a marca de lingerie divulgou os seus 53 anjos. Contrariamente ao esperado, alguns deles servem-nos de inspiração, pois vão ao encontro daquilo que consideramos ser “Saber Viver”. Também a leitora se irá identificar. Veja-os a seguir.

Victoria's Secret

Jasmine Tookes

Foi a modelo escolhida para este ano desfilar o Fantasy Bra, uma das peças mais importantes da Victoria’s Secret. Esta será a terceira vez em 21 anos que uma modelo negra é escolhida para o feito. À parte disso, numa campanha recente para a marca Jasmine surge sedutora, com um ar confiante, e com as coxas com estrias. Uma forma de mostrar ao Mundo que a perfeição tem imperfeições.

 

Leave a Reply