By

Saiba o que vestir hoje (e todos os dias e ocasiões) com o guia de estilo O Que Hei De Vestir Hoje, da ex-top model Inès de la Fressange, que aqui reúne dezenas de combinações ideais para várias ocasiões: refeições em casa de amigos, encontros com o namorado, o momento em que conhece os sogros, uma ida à praia, o aniversário de uma amiga…

Tem tudo para começar a ter estilo sem ter de fazer esforços olímpicos em termos de compras. (…) tudo o que este guia contém é absolutamente intemporal e pode encontrar-se em qualquer loja, da mais económica à mais luxuosa”, afirmam Inès de la Fressange e Sophie Gachet na introdução de O Que Hei De Vestir Hoje? (Bertrand Editora). “Este guia, uma espécie de calendário perpétuo, responde a todas as perguntas, para ter estilo com o mínimo de esforço (…). Elegante como uma parisiense, é claro”.

de Inès de la Fressange e Sophie Gachet (Bertrand), 19,90EUR

Ícone de estilo

Enquanto os livros baseados neste assunto geralmente pedem ao leitor para remodelar o seu guarda-roupa e pensar mais sobre quais são as peças do momento, estas autoras especialistas na matéria pedem à leitora para aprimorar um conjunto de conceitos básicos e mostram, literalmente, como esses grandes princípios básicos podem funcionar em qualquer ocasião quando o look é pensado de uma certa maneira.

A ex-top model e musa de Karl Lagerfeld, Inès de La Fressange, autora do best-seller How to Be Parisian Wherever You Are: Love, Style, and Bad Habits, aos 59 anos é embaixadora da marca de acessórios francesa Roger Vivier e colabora com a a Uniqlo, a marca de fast-fashion japonesa que tem lojas em todo o mundo. “Sou como todas as mulheres do mundo ao acordar. tenho sempre a sensação que não tenho opções no armário e nunca sei o que vestir. E sinto-me terrível em tudo o que experimento”, declarou durante uma entrevista ao jornal The New York Times.

@inesdelafressangeofficial

Os conselhos de Inès de La Fressange

A ícone de estilo francesa dá dez dicas que podem ajudar as mulheres de todas as idades a encontrar o seu look próprio.

Seja seletiva a usar as tendências

“Esta é a única coisa ‘da moda’ que tenho”, afirmou Inès sobre a camisa branca oversized. “É uma camisa Céline, mas é a peça mais aborrecida de Céline! Eu gosto do seu comprimento mais longo. Quando estava na loja, senti que me estava a chamar, do tipo ‘Inès, se não me comprar, quem é que irá?’”.

Se adora uma peça compre mais do que uma

“Gostei tanto destes chinelos que comprei vários, um em veludo, outro azul marinho com violeta e um preto”, disse a ex modelo sobre o par de Roger Vivier que calçava no momento.

Seja novamente uma criança

“Comprei um blazer azul marinho numa loja de crianças chamada Soeur. Apesar de ser alta, cai-me lindamente e pode ficar bem em qualquer mulher, é só uma questão de proporção”.

Espreite sempre a zona masculina

“Vá à zona de homem das lojas para comprar meias. São compridas, o que é bom. É difícil encontrar meias boas e longas feitas para mulheres. Costumo comprá-las em azul ou castanho, às vezes em rosa, mostarda ou cinza. Não gosto de meias estampadas com flores ou macacos”, diz a brincar.

Inspire-se nas mulheres que admira

“Inès cita Jane Birkin como alguém que influenciou o seu estilo. “Lembro-me de como ela era fantástica na década de 70. Nos anos 80, também. E, ainda hoje. Porquê? Porque ainda tem um estilo meio rock’n roll, moderno e nunca ridículo. Ela sente-se confortável nas suas roupas, e não se veste para os outros, pelo contrário. Parece que se veste para si mesma”.

Falta de imaginação? Use o instagram

“Muitas fotos que vemos no Instagram não foram tiradas por fotógrafos profissionais. É muito mais fácil identificarmo-nos com a roupa de uma bloguer ou de uma foto de street style”.

Não há nada melhor do que um rosto limpo

“Depois de fazer uma limpeza de pele, ficamos todas vermelhas, sentindo-nos terríveis. Mas faz tão bem. Implica menos correção com maquilhagem. Ah e há que aplicar o tratamento cosmético adequado para a sua pele. Nunca esquecer a limpeza – de manhã e à noite”.

Aprenda o bom com o mau

“A moda e o bom gosto são feitos com um pouquinho de mau gosto. É como os perfumes. Para fazer um perfume fantástico e mítico, precisam das flores mais incríveis, com produtos de qualidade. Mas também precisa que um produto com um cheiro terrível exista para que tudo funcione. A moda é assim. Alguém com uma aparência totalmente perfeita acaba por ser completamente entediante”.

Gosta dos conselhos de Inès de La Fressange? Tem outros seus partilhar com todas as mulheres?

 

Leave a Reply