By

Quando o desejo de ser mãe é forte, mas a opção do homem passa por não ter filhos o casal tem um problema muito grande para resolver. Como é que se lida com esta situação? Além disso, será que estamos preparadas para enfrentar o estigma social?

Acontece normalmente por volta dos 25 anos. Termina a escola, começa a trabalhar e já namora há algum tempo. Num almoço de domingo, a avó não perdoa: “então quando é que casam?” Para tornar o jogo do toca e foge ainda mais difícil, a tia-avó sobe o patamar da conversa com um “depois têm logo filhos, não é?”

Esta pressão familiar é comum à maioria das famílias. Não fazem com más intenções, dizem, mas que causam desconforto, lá isso causam. As respostas são simples quando o casal tem a mesma opinião; já tal não acontece quando um deles partilha uma visão diferente dos seus objetivos de vida. Se este já é um assunto muito delicado para um casal de namorados, ainda mais complicado se torna quando as duas pessoas já estão casadas. Sei que tu queres muito, mas eu não quero mesmo ter filhos é uma das piores frases que uma mulher pode ouvir quando o seu relógio biológico não para de dar horas. Em muitos casos é motivo para um casamento deixar de funcionar.

De acordo com os dados da PORDATA, 8% dos portugueses em idade fértil não quer ter filhos. Muitos deles dizem não se sentir preparados (e até imaturos), outros consideram que não têm estabilidade financeira para assumir essa responsabilidade. Há mesmo quem não tenha crianças nos seus planos porque simplesmente não quer “encargos e prefere fazer o que lhe apetecer sempre que lhe apetecer sem ter preocupações”.

Embora estes sejam motivos credíveis e que merecem todo o respeito, é duro e frustrante para uma mulher ter de aceitá-los. Não só porque sente que um dos seus maiores sonhos está a ser destruído, como terá de levar com todo o estigma social que esta situação acarreta. Afinal, o que deverá fazer nesta situação?

Primeiramente há que assumir que ficou uma conversa séria em falta antes do casamento. Antes de duas pessoas se juntarem ou casarem é muito importante que saibam os objetivos futuros uma da outra, pois isso pode alterar tudo. É ponto assente que um casamento envolve um projeto de vida em comum e, no caso de quererem ter filhos, este é um compromisso para a vida. O ideal é que, quando começarem a falar em casar, ambos deem a sua opinião sincera e deixem de lado as insistências.

Numa outra fase, quando o casamento já aconteceu, a mulher tem três hipóteses: aceitar que não vai ser mãe, separar-se ou passar a vida com uma frustração imensa. De lado têm de ficar duas coisas: a insistência com o marido de que tem de ter filhos e uma gravidez provocada e… indesejada pela outra parte.

Ao aceitar que não vai ser mãe deve procurar outras alternativas para que se sinta feliz – investir em viagens em conjunto e apostar na sua carreira (quem sabe em cargos fora do País) podem ser opções. Já se nunca conseguir ultrapassar o desejo de ter filhos será eternamente insatisfeita e acabará por culpar sempre o seu marido por isso. As discussões serão frequentes e o casamento acabará por se desgastar. Nestas alturas a terapia (quem sabe em casal) deve ser uma aposta e falar com outras pessoas que estejam a passar pelo mesmo também.

É muito importante que quando chega a fase do questionário frequente por parte dos pais, tios e avós tenhamos a noção de que para se construir uma família sólida, os desejos de ambos sejam respeitados. Há que encontrar um consenso (sem mentiras e cobranças) para que o futuro faça sentido com os dois juntos.

O que acha deste tema? O que é que uma mulher deve fazer quando o marido não quer ter filhos?

One Comment

  1. Joelmafrancinildo2016@gmail.com'
    Joelma pereira / 6 de Março de 2017 at 17:37 /Responder

    olá! meu nome é Joelma tenho 21 anos e sou casada a 2 anos mas ao todo faz 6 anos que eu e meu esposo estamos juntos.
    Desde quando casei eu já sabia o que eu queria pra mim, eu só não imaginava que eu iria casa com alguém que já era pai.
    Mas o meu esposo já deveria saber que a partir que casa, um dos dois vai pensar em ter filhos e esse dia chegou pra mim. mas até a gora o meu marido nem comenta nada comigo em ter filhos pra não dizer que ele não falou ele falou sim 2 vezes desse tempo todo juntos. sempre nos prevenimos claro por que os dois tem que sentirem a mesma vontade de ter o filho a vontade de um só não basta como uma andorinha sozinha também não faz verão. sou tão azarada que nem a camisinha estoura na hora affff.
    o que eu devo fazer falar com ele ou não. dúvidaaa

Leave a Reply