By

Sabe quantos anos tem, certo? E a idade do seu coração? Tem até dia 30 para marcar um rastreio gratuito e confirmar se o órgão vital bate ao seu ritmo.

No âmbito do Mês do Coração, o Instituto do Coração oferece à população um rastreio gratuito para a prevenção de doenças cardiovasculares, atualmente a principal causa de morte em Portugal. O rastreio e o diagnóstico médico são assim fundamentais para avaliar o risco que se corre de vir a ter uma doença cardiovascular. Quanto mais precoce é o diagnóstico, maiores são as possibilidades de impedir o aparecimento ou o agravamento de doença cardiovascular. Uma particularidade dos factores de risco é que, pior do que se adicionarem, eles potenciam-se, ou seja, agravam-se mutuamente.

Primark

“Conheça a idade do seu coração” é o mote para o rastreio gratuito que inclui: realização de Eletro Cardiograma (ECG), medição da Tensão Arterial, Índice de Massa Corporal, medição de Oximetria e frequência cardíaca. Os interessados terão que fazer uma inscrição prévia até ao dia 30 de Maio, através do telefone 21 416 5912 ou do email geral@institutocoracao.com, para marcarem o rastreio no Instituto do Coração, situado na Avenida Professor Doutor Reinaldo dos Santos, nº27, em Carnaxide.

Especialistas do Centro de Controlo de Doenças (CDC), órgão do governo dos Estados Unidos, criaram uma ferramenta capaz de ajudar nesta tarefa. Um sistema online onde é possível calcular a idade do coração, nem sempre igual à idade cronológica. Uma pesquisa do CDC surpreendeu ao revelar que o coração de quase 75% dos adultos é mais velho do que a idade cronológica da pessoa. Para saber se o seu coração tem a sua idade cronológica, clique aqui.

“Tenha coração”

“Tenha coração. Reciclar é ajudar!” é outras das campanhas de recolha e reciclagem de radiografias para ajudar quem necessita. Até ao final do ano, o Instituto do Coração leva a cabo uma campanha de recolha e reciclagem de radiografias, junto de mais de 80 empresas espalhados por todo o país. O objetivo desta campanha é aproveitar os recursos financeiros que resultam da reciclagem das radiografias, para prevenir o tratamento de doenças cardiovasculares de pessoas carenciadas, portadoras de deficiência mental. A reciclagem de radiografias fora de prazo e sem valor de diagnóstico contribui também para melhorar o meio ambiente, eliminando resíduos que de outra forma dificilmente seriam destruídos.

Preocupe-se com o seu coração. Já marcou o seu rastreio?

 

Leave a Reply