By

Em plena Cova da Beira, encontrámos um concelho ativo que aposta no turismo e recebe de braços abertos quem por ali passa, seja para comer cerejas, passear nos trilhos ou nas aldeias históricos e do Xisto ou apenas provar a deliciosa gastronomia.

Nos meses de maio e junho, a cereja é a estrela maior do Fundão. Está por todo o lado, decora a paisagem de um vermelho com várias tonalidades e basta aproximar-nos de uma cerejeira para provar este fruto suculento que vem sempre aos pares; ou então entrar num restaurante, pastelaria ou hotel para o degustar em forma de bombom, pudim, pastel de cereja, gaspacho, molho servido sobre um lombo de porco, de sumo ou chá. A cereja por aqui é um ouro abundante, mas o Fundão, situado na Cova da Beira, não se senta à sombra das cerejeiras é um concelho ativo, onde há muito para fazer.

 

O que fazer?

Caminhadas na Serra da Gardunha

A misteriosa Serra da Gardunha – que segundos os habitantes da região, é ponto de paragem de ovnis – é o local ideal para quem gosta de caminhar. O ponto mais alto tem 1297 metros e ali perto encontra-se uma das melhores rampas de asa delta da Europa, mas voltemos a descer terra. Há 10 percursos sinalizados, o que perfaz 130 km de trilhos, com dificuldades diversas. Nós caminhámos 6 km da Casa do Guarda até à Aldeia Histórica de Castelo de Novo e a paisagem pintada de amarelo pelas giestas é”protegida” pelas pedras de calcário, que podem ser o que quisermos, desde uma face a beijar outra a uma tartaruga. A paisagem é fascinante, de um lado vê-se a Cova da Beira e a Serra da Estrela, do outro Monsanto, a aldeia mais portuguesa de Portugal, a planície e a vizinha Espanha.

Aventurar-se no Parque do Convento

Situado na Serra da Gardunha, este Parque tem actividades como arvorismo (tem um circuito para adultos e outro para crianças, 7,5€ e 3€, respetivamente); uma parede de escalada de sete metros (3€ adultos; 1€ crianças); um circuito de manunteção e é um bom ponto de partida para fazer um dos oito trilhos de BTT (ao todo são 250 km de trilhos) da Serra da Gardunha. O Parque do Convento tem uma Estação de Sevirço para bicicletas e um pista de aprendizagem. Caso não seja dado a aventuras, pode desfrutar do parque, fazendo um piquenique. O convento que lhe dá o nome está em ruínas, mas em breve será alvo de uma reconstrução para uma nova unidade de turismo.

Visitar as aldeias histórica e do Xisto

No concelho do Fundão, existem duas Aldeias do Xisto e uma Aldeia Histórica. As primeiras são Barroca e Janeiro de Cima; a segunda é Castelo Novo, que tem como banda sonora a água que vai ter à ribeira e como ponto de diferenciação as portas coloridas que foram colocadas nas casa de pedra e os Petrus, os bonecos que estão espalhados pela aldeia e que são fruto da imaginação de Ana Almeida, que em conjunto com o marido fundou a Casa da Lagariça. Esta loja de artesanato vende com peças de artistas beirões que fundem a tradição com um design moderno. Foi junto à loja que fizemos um piquenique cuja ementa ficou a cargo do chef Rui Cerveita, da Casa da Esquila, Casteleiro. Gaspacho de cereja, carpaccio de toucinho com limão e alho, empadas de porco, flor de sabugueiro frita, salada de favas com farinheira, queijo, broa e papas de carolo foram os pratos preparados para repor a energia após a caminhada.

Ir à festa da Cereja

De 12 a 14 de junho, todas as atenções voltam-se para o ouro do Fundão. A pacata aldeia de Alcongosta abre portas para todos aqueles que querem degustar diversos produtos à base da cereja. Este ano a festa será palco do pré-lançamento do Iogurte Grego à Moda Antiga de cereja do fundão da Yonest, de um live cooking com os chefs Benoit Sinthon, Miguel Laffan, Henrique Sá Pessoa e Vincent Farges e dos ateliês Chefes de Palmo e Meio para os mais novos. Há ainda muito artesanato para apreciar, tasquinhas e concertos de Anafaia, The Soaked Lamb e da Tuna da Academia Sénior do Fundão. Se as condições atmosféricas o permitirem, será possível andar de balão.

Outras festividades

No terceiro fim de semana de Setembro, não perca também o Chocalhos – Festival dos Caminhos da Transumância, uma festa rural onde todos podem ser pastores por um dia. Doimeses depois, é a vez de celebrar os míscaros na aldeia do Alcaide. Durante o Festival do Cogumelo, os habitantes da aldeia abre as portas das suas casas para dar a provar os míscaros.

Já em dezembro é a vez do Festival da Tibórnia, a fatia de pão torrado que é servida com tudo e mais alguma coisa.

Onde comer?

O Mário

Na estrada que liga o Fundão à Covilhã, encontra-se um restaurante com 35 anos que tem pratos beirões de comer e chorar por mais. Aponte: comece com os enchidos, siga para o arroz de carqueja com entrecosto, para a panela no forno (arroz com sarpão carne de porco e enchidos) e termine com o leitão no forno ou a tibórnia de bacalhau.

Hermínia

Situado mesmo no centro do Fundão, este restaurante serve uns espargos selvagens com ovos e cherovias, bem como o arroz de carqueija e medalhões com molho de cereja.

Em junho, a Cereja é a figura principal da ementa de 20 restaurantes, pastelarias e bares do Fundão no evento Sabores da Cereja Fundão Aqui Come-se Bem, onde a cereja é servida de todas as formas e feitios.

O que trazer?

Pastéis e bombons de cereja

Cogumelos confitados

Cerejas

Estes quatro produtos são um exemplo de que a região quer dar-se a conhecer também por dois produtos emblemáticos, as cerejas e os cogumelos, com conceitos inovadores.

Onde ficar?

Natura Glamping

Como o nome indica é uma espécie de parque campismo, mas com muito glamour na Serra da Gardunha. Em vez de tendas temos as Domus, cada uma com 35 metros quadrados e equipadas com camas, roupeiros, minibar, ar acondicionado e uma casa de banho onde nem sequer falta um duche de hidromassagem. A parte da frente do domus é transparente (mas tem cortinado) deixando que a belíssima paisagem entre sem pedir licença. Na casa de apoio há uma sala de refeições, onde é servido o pequeno-almoço e é possível, sob reserva, almoçar ou jantar.

Preço: A partir de 85€ por noite.

Cerca Design House

Um solar do século XVII foi transformado numa unidade de turismo de charme com uma decoração moderna que contrasta com a história do local, mas que lhe assenta muito bem. Tem dez quartos, um deles na antiga capela da casa. No antigo estábulo, nasceu um enorme jacuzzi onde apetece ir ficando, no exterior, além da piscina, há uma esplanada.

Preço:  A partir de 70€

 

 

Leave a Reply