By

Marisa Leal, engenheira biológica, alerta para os cuidados de limpeza. Tudo para ter sempre a cozinha limpa e evitar o desenvolvimento de microrganismos que possam pôr em risco a nossa saúde.

“Muitos casos de intoxicação alimentar surgem na sequência de más práticas na cozinha”. A afirmação é de Marisa Leal, a engenheira biológica que nos deu a melhores dicas para mantermos a cozinha limpa.

Chão

Aspire, pelo menos, uma vez por semana. Não varra o espaço, uma vez que a poeira pode passar para “os alimentos ou utensílios.” Só depois de aspirada a tijoleira é que poderá dar uma passagem com a esfregona de pano, que deverá ser colocada “na máquina de lavar a roupa após cada utilização.”

Paredes, teto e armários

A frequência com que deve lavar, em profundidade, esta divisão da casa “depende da utilização que faz dela e do número de pessoas que a frequentam.” Em caso de dúvida, faça uma limpeza maior na primavera e outra no outono. São as épocas do ano em que a temperatura exterior está mais amena, permitindo arejar melhor e secar rapidamente a cozinha.

Fogão e bancadas

Limpe estas superfícies sempre que cozinhar. Use produtos que ofereçam uma dupla ação: detergente e desinfetante. Só desta maneira conseguirá eliminar eficaz e adequadamente a sujidade e os microrganismos.

Lava-loiças

De acordo com a especialista, deve ser limpo “após cada utilização, pois é onde se desenvolvem mais microrganismos.” A preparação dos alimentos e a água criam um ambiente propício à proliferação de bactérias e fungos.

Frigorífico

Marisa Leal recomenda que limpe o interior deste eletrodoméstico a cada três meses: “Deve ser higienizado de cima para baixo, incluindo as borrachas nas portas, pois é um local onde existe acumulação de sujidade.” Para tal, a engenheira biológica sugere usar uma escova de dentes e um detergente antisséptico e antibacteriano.

Esponjas

Troque esta ferramenta de limpeza ao fim de quinze dias de utilização. Se ultrapassar esse período de tempo, pode comprometer a sua saúde. A especialista avisa que “a esponja velha é o local ideal para o desenvolvimento de bactérias.”

Panos de cozinha

Tenha sempre duas toalhas de pano: uma para a louça limpa e outra para enxugar as mãos. Dependendo da utilização que lhes der, poderá ter de substituí-las diariamente. Segundo Marisa Leal, isto “evita contaminações cruzadas.” Ainda assim, a engenheira biológica defende que é preferível “secar as mãos e as superfícies com papel descartável.”

Como é que costuma manter a cozinha limpa? Conte-nos tudo!

 

Leave a Reply