By

Guarda os panfletos todos do supermercado, não abdica das caixas dos sapatos e não se desfaz da roupa que já não lhe serve? Ponto um: vive rodeada de tralha. Ponto dois: tem de ler este artigo!

Começou por ser apenas uma caixa num canto do quarto. Lá dentro acumulava portas-chaves, bilhetinhos e outros cartões que achava engraçados. Passado um tempo veio outra caixa e outra e… outra. A tralha tornou-se tanta que, para abrir o armário, era preciso desviá-la. A história foi-nos contada há uns anos e encaixa perfeitamente neste artigo.

Também Paula Margarido, autora do livro Destralhe a sua Casa ouviu muitas histórias assim. Foi nelas que se inspirou para criar este guia prático para limpar, arrumar e organizar a casa, de forma a viver uma vida mais harmoniosa e feliz. Segundo a autora, “a tralha afeta-nos em função da quantidade de coisas que temos, do sítio onde as guardamos e de há quanto tempo as mantemos”.

Se é daquelas pessoas que também acumula caixas, caixinhas, caixotes e afins, conheça, a seguir, quais são as consequências que a tralha lhe traz, segundo a escritora.

Viver rodeada de tralha pode ter consequências como:

  • Fazer-nos sentir cansados e letárgicos, sem energia sequer para começar a destralhar;
  • Manter-nos presas ao passado;
  • Alterar a nossa vida social, pois ficamos envergonhados por ter a casa tão desarrumada e suja que evitamos receber os amigos;
  • Afetar o peso. Uma pessoa obesa que ponha a casa “em dieta#, e comece a deitar fora o lixo, não se sente bem a comer comida pouco saudável;
  • Causar um estado de confusão. Destralhar ajuda-nos a focar nos objetivos que queremos para a nossa vida;
  • Contribuir para a procrastinação;
  • Causar desarmonia, discussões e zangas tanto em casa como no trabalho;
  • Causar depressão. A energia estagnada puxa-nos para baixo e faz-nos sentir sem esperança.

Assume que tem a casa cheia de trabalha?

One Comment

  1. magalivianamartins@gmail.com'
    Magui / 8 de Março de 2017 at 21:21 /Responder

    Assumo..

Leave a Reply