By

30 dias de fitness, fitness, saber viver

ALCANÇAR O SEU POTENCIAL ENVOLVE MAIS DO QUE UMA IDA OU DUAS AO GINÁSIO. ENVOLVE MOTIVAÇÃO E O DESEJO DE TRANSFORMAR DECISÕES DE CURTO PRAZO EM REALIDADES A LONGO PRAZO. O QUE PRECISA? DE SI.

Começou bem o ano, cheia de boas intenções e com a decisão de fazer mais exercício. Sabe perfeitamente que faz bem à saúde, que eleva a auto estima e que nos oferece mais confiança. No entanto, a verdade é que os seus níveis de motivação desceram de grau, começa a estar farta de ir ao ginásio e já nem a recompensa acrescida de ver gente gira a faz sair da cama quando o despertador toca. Tudo bem. Estamos cá para ajudar.

Já todas passamos por isso. As aulas de zumba, a prática de pilates ou ioga, as aulas de spinning ou a corrida deixa de ser tão motivador quanto era e, de um dia para o outro, as idas ao ginásio deixam de ser uma prioridade assim tão grande. De repente, é mais importante ir almoçar com uma amiga e as reuniões? Exigem a sua presença, seja qual for o tema.  Ponto 1: não caia na tentação de colocar a prática de desporto na lista dos itens “não importantes” ou “não essenciais”. Aliás, fazer desporto deverá ser uma das suas prioridades. Tem tudo a ver com a sua mentalidade e a forma como decide encaixar a prática no seu dia a dia. Mudando a mentalidade, a partida está dada.

1. ARRANJE COMPANHIA

Duas cabeças pensam melhor que uma. Na união está a força. Por alguma razão existem estes dois provérbios. Não há nada melhor para motivar a prática de exercício do que arranjar companhia. Treinar com alguém ajuda a manter-se fiel aos seus objetivos (seja ir todos os dias ao ginásio, levantar mais peso ou correr mais 5 quilómetros), é mais divertido e torna o desporto um ato social, onde pode conviver mais ou, quem sabe, até fazer novos amigos.

Se não consegue desafiar ninguém que já conhece pode sempre juntar-se a um grupo de corrida (o Nike+ Run Club Lisboa tem treinos semanais: quinta-feira às 20h na Nike Store Chiado e terça-feira às 20h na Nike Store Vasco da Gama ou, por exemplo, o Correr em Lisboa tem treinos só para mulheres à quinta-feira às 19h30, no Parque das Nações
– ponto de encontro na torre vasco da gama/ Hotel Myriad -, caso não lhe apeteça misturas). Pode ainda desafiar alguém do escritório ou até contratar um personal trainer se achar que precisa de uma acompanhamento próximo (o Holmes Place ou Fitness Hut, entre outros, proporcionam estes serviços). Se nada disto lhe agradar, tem ainda a hipótese de se inscrever numa box de cross fit em Lisboa e Porto que, ao contrário de um ginásio “normal”, proporciona um acompanhamento muito mais próximo. O telemóvel também pode ser uma boa companhia nestas alturas. Como? Descarregue a aplicação Nike + Running e veja como ela a pode ajudar a atingir as suas metas. Desde informações sobre os resultados diários a palavras de incentivo, a Nike + Running diz-lhe tudo, até aquilo que não vai gostar de ouvir.

2. ESTABELEÇA OBJETIVOS REALISTAS

Inscrever-se num ginásio no outro lado da cidade, combinar ir a uma aula de manhã quando tem filhos pequenos ou querer participar numa maratona duas semanas depois de ter começado a correr podem parecer boas metas, mas  são pouco realistas. Acontece que vai acabar por falhar e, provavelmente, não só ganhará uma fonte de stress acrescido, como ainda ficará frustrada e desiludida consigo própria. Há uma linha ténue entre criar objetivos motivadores e objetivos irrealistas, por isso o importante é ir reavaliando o seu plano. E, se não estiver a funcionar, com calma tente perceber porquê. Não se esqueça que o desporto deverá ser uma parte da sua vida e não o todo.

3. GIRA A AGENDA COM COERÊNCIA

Percebemos perfeitamente. Também temos filhos e sabemos o quão desafiante é tentar gerir todas as exigências do dia a dia e não ficarmos com a sensação de que lesamos um dos lados. A eterna luta para equilibrar as vidas pessoal e profissional não é fácil de resolver. Para quem tem crianças a manhã é sempre complicada, assim como a hora do jantar. Uma ideia pode ser juntar-se a amigos e tornar a sua missão de se tornar mais saudável em um evento social. Ou seja, em vez de ir almoçar com uma amiga, combinem ir a uma aula juntas e bebam um sumo a seguir. Em vez de correr sozinha à noite, junte-se a um grupo.

No centro Upaya, em Campolide, todas as quartas-feiras existe uma prática de meditação à hora de almoço com tempo para respirar, conectar com a sua experiência e levar para o resto do seu dia a calma e clareza que desenvolveu na meditação. Existe uma cozinha onde pode aquecer o seu almoço e partilhá-lo com uma amiga.

4. SUBA A INTESIDADE

A sua maior desculpa é que não tem tempo para fazer exercício? Lamentamos informar mas essa desculpa já não serve. Inúmeros ginásios já têm aulas que recorrem a treinos de alta intensidade e curta duração. Damos-lhe um exemplo: no Fitness Hut, todos os dias se veem colaboradores do ginásio a convidar os sócios do espaço para participar num H.I.T.T., um treino de alta intensidade que dura poucos minutos. Depois do treinador subir para cima do pódio, é só seguir as suas indicações!

Se prefere evitar confusões e treinar em casa, não perca o nosso vídeo com Bruno Salgueiro, que preparou  um treino Tabata (4 minutos) a pensar em si.

5. PERTENÇA A UMA COMUNIDADE

Subir a intensidade é ótimo mas, se ainda assim, acha que precisa de mais acompanhamento e quer mesmo é alguém que a acompanhe de perto, experimentar uma aula de cross fit, um programa de treino e de condicionamento físico desenvolvido para melhorar as capacidades fisiológicas de qualquer tipo de pessoa. Esta pode ser uma boa opção. As aulas decorrem em boxs afiliadas, conhecidas pelo seu ambiente familiar onde, mesmo que as pessoas não se conheçam, são motivadas a apresentarem-se e a ajudarem-se mutuamente, sempre acompanhadas por um ou mais treinadores. As aulas incluem, normalmente, até 15 pessoas, e o ambiente e os materiais são totalmente diferentes do ginásio.

Já existem boxs por todo o país e recomendamos mesmo que marque uma aula para ir ver do que se trata. Não minta sobre o seu estado físico e deixe o ego de lado quando lhe derem opções nos pesos a usar. Pode começar por aqui ou aqui, mas há muitas mais opções. Não se esqueça de garantir que qualquer que seja a sua escolha, seja fácil de concretizar e mais, deve escolher uma box que fique no caminho ou de casa ou do trabalho.

6. TORNE-SE MAIS COMPETITIVA

Fazer desporto é um pouco como perder peso: se partilhar as suas resoluções e as comparar com amigos terá mais tendência a manter-se fiel aos seus objetivos iniciais. Não há nada de errado com um pouco de competição, seja fazendo uma aposta amigável ou estabelecendo metas em conjunto, para fazer sobressair o seu lado mais competitivo. Vai ver que a ajuda a levar o seu treino mais longe.

7. EXPERIMENTE COISAS NOVAS

Até era muito certinha e tinha o rigor de treinar todos os dias estabelecido mas, de repente, desmotivou-se e apetece-lhe mesmo é ficar a dormir. Parte da desmotivação pode ter a ver com rotina e monotonia. Experimentar coisas novas é sempre positivo. Seja kickboxing, piloxing, cross fit, ballet ou ioga. O importante é, se sente a desmotivar, não desistir e procurar alternativas.

No Kolmachine pode experimentar desportos de combate como kickboxing, boxe, MMA e ju-jitsu. No PrettyFit em Campo de Ourique, no Vivafit de Odivelas e no Solinca Oeiras o piloxing (uma mistura de box, pilates e dança) está á sua espera.

8. TRATE O SEU EQUIPAMENTO DE DESPORTO, COMO SE FOSSE A ROUPA DE ESCRITÓRIO

Não sabemos se é só uma questão feminina, mas a verdade é que a roupa que usamos tem o condão de nos dar mais confiança, força e presença. Esqueça a roupa rota ou as T-shirts velhas que até servem para o ginásio. A partir de hoje, trate a sua roupa da ginástica como se fosse a roupa com que vai trabalhar. Arranje-se, escolha roupa que lhe fica bem e oferece suporte (atenção ao sutiã), e prepare um kit de que se orgulhe.

Com a enorme variedade de roupa de fitness que atualmente as marcas oferecem já não existem desculpas. Precisa de mais inspiração? Pode dar um salto á loja online da Reebok, ver o que a Nike tem para si ou escolher entre marcas como a Zara ou a Oysho que já aderiram ao movimento.

 

Leave a Reply