By

Pode ser por causa de um brinquedo ou até por causa do lugar no sofá. As discussões entre irmãos acontecem por coisas mínimas e há maneiras de evitá-las. Muita paciência e capacidade de gestão são ingredientes que vão, com certeza, ajudá-la.

Manel chora compulsivamente, enquanto Maria, irmã mais velha com nove anos, lhe tira a bicicleta. Antónia, a mãe, ainda não chegou ao quarto onde tudo acontece mas já adivinha o que lhe espera: “isto são as típicas discussões entre irmãos”.

Estes conflitos e desentendimentos entre os mais novos são frequentes em muitas famílias. As causas são, quase sempre, ciúmes. Ou porque a criança mais velha acha que a mais nova tem mais atenção por parte dos pais ou porque a mais nova quer fazer o mesmo que a mais velha e os pais não deixam, por exemplo. O melhor, nestas alturas, é arranjar estratégias para tentar acabar com estes conflitos. Veja as nossas sugestões em baixo.

Escolha a hora certa para intervir

Apetece-lhe dar um grito quando os miúdos começam a discutir uns com os outros? É aceitável. Se deve fazê-lo? Não, por vários motivos. Fique à escuta e dê oportunidade aos irmãos de resolverem eles próprios as coisas. Se perceber que não há hipótese das crianças tratarem do assunto por conta própria aproxime-se, sem gritos, e trate do assunto.

Ensine-os a dividir

O seu filho não empresta um brinquedo ao outro, mesmo que não o esteja a usar? Precisa de aprender a dividir. Não é fácil uma criança entender que deve emprestar o brinquedo preferido – e a si vai apetecer-lhe guardar o objeto para ninguém brincar, mas não é solução. O ideal é conversar muito com eles, explicar-lhes a importância da partilha e, quem sabe, até deixá-los decidir juntos como partilhá-lo.

Não faça comparações entre eles

“O teu irmão é mais obediente” é uma frase que pode dar muito jeito, mas não a use. Isso vai fazer com que a outra criança se sinta inferior, se revolte e a discussão continue e não há necessidade disso. Lembre-se sempre que todas as crianças são diferentes.

Elogie antes os pontos fortes de cada um 

“Tu és bom nisto e o teu irmão naquilo” é o tipo de frases que pode usar numa discussão. As crianças gostam de receber elogios e ao fazê-los em frente a ambos vai fazer com que a admiração mútua aumente!

Incentive o trabalho em equipa

Ou seja, as brincadeiras. Se vir que estão a brincar a um jogo em equipas separadas, assuma as rédeas desse lado e diga para os dois fazerem parte da mesma equipa. É bom que as crianças sejam estimuladas a “trabalharem” em conjunto para o mesmo objetivo.

Converse muito com eles e imponha limites

Não basta uma conversa. Têm que ser várias, ao longo dos tempos, e nunca só quando há discussões entre irmãos. É muito importante que os pais conversem com os filhos sem gritos, que lhes incutam bons valores e mais: que lhes mostrem o quanto é bom ter irmãos.

Não discuta ao pé deles

Mesmo quando estiver mais cansada evite gritar (quer ser ao pé deles ou não). Isso não é bom para si e não é bom para eles, que vão achar que também o podem fazer.

Organize passeios e atividades em conjunto

Aproveite o bom tempo para fazer atividades em conjunto com os miúdos. Leve-os a passear e a ver os golfinhos, por exemplo. Tirá-los de casa e fazer com que passem tempo de qualidade ao ar livre só vai deixá-los mais felizes!

Este artigo sobre as discussões entre irmãos foi útil? Tem mais alguma dica para partilhar com as mães? Dê-nos a sua opinião.

 

Leave a Reply