By

É muito fácil gastar dinheiro. A questão é: será que todo o dinheiro é bem gasto? Bem sabemos que não. Numa altura em que a “crise financeira” é uma expressão cada vez mais utilizada devemos fazer opções e escolher comprar apenas aquilo que realmente interessa!

Por que é que gastamos dinheiro num telemóvel caro se passado um mês sai um novo no mercado? Devemos pintar o cabelo com colorações compradas no supermercado ou investir o dinheiro num bom cabeleireiro? Será que vale a pena gastar dinheiro em cinco pares de botas para o inverno ou devemos antes optar por umas mais caras mas de melhor qualidade?

Todas estas perguntas são de difícil resposta pois variam muito conforme os gostos e as “carteiras” das pessoas, de qualquer maneira, de um modo geral a grande maioria concorda que em experiências vale sempre a pena apostar. Quando o objetivo é não existir arrependimento há pelo menos quatro coisas em que devemos apostar:

Educação

Os pais dizem que é um investimento para a vida. Os filhos, quando tiverem filhos, vão repetir as palavras dos pais. Fazer uma licenciatura, apostar em workshops e cursos de línguas é uma das melhores formas de gastarmos dinheiro. Não só enriquecem o nosso currículo (e são um fator diferenciador na hora de escolher alguém para um cargo) como nos preparam para o futuro.

Viagens 

A nossa editora Rita Caetano utiliza uma frase que descreve bem o porquê de nunca nos arrependermos de viajar: “Ganhamos sempre mais do que aquilo que gastamos!” É verdade, conhecer outros lugares e culturas enriquece-nos como pessoas e prepara-nos para muitas situações. Quando falamos em viagens não ponha logo a hipótese de lado por ser “demasiado cara”. Portugal tem sítios lindos para conhecer, com opções em conta.

Comida de qualidade

Investir em ingredientes nutritivos que trazem benefícios para a saúde nunca é dinheiro mal gasto. Os produtos biológicos, por exemplo, podem ser um pouco mais caros mas estão livres de químicos, o que é ótimo para a nossa saúde. Além disso, deve apostar em boas especiarias e ervas aromáticas. Muitas delas duram muito tempo e são capazes de “dar a volta a qualquer prato”.

Uma boa casa

Não precisa de a comprar – pode antes arrendá-la. Escolher bem a casa, moradia ou apartamento que vai habitar só lhe trará mais valias. Por isso é muito importante que a escolha bem. Uma casa com todas as comodidades, num sítio central e numa boa zona pode ser mais cara, mas acaba por ser um investimento a longo prazo.

As escolhas das nossas editoras

Até agora este artigo baseia-se em escolhas gerais, focadas no nosso bem-estar. A seguir, conheça as escolhas das nossas editoras no que diz respeito às suas áreas.

Madalena Alçada Baptista, editora de beleza

“Nunca nos vamos arrepender de gastar dinheiro num bom corretor de olheiras, de uma cor próxima ao nosso tom de pele. Este produto não só vai esconder as noites mal dormidas, como também tapa borbulhas e/ou imperfeições.”

Margarida Figueiredo, editora de moda

“Uma carteira de pele é um investimento para a vida. Pode ser muito cara, é verdade, mas nunca se estraga e conjuga bem com muitos looks!”

Ana Ferreira, diretora

“O país que quem puder não deve deixar de conhecer é o Japão. Porquê? Por tudo! É um país diferente de todos os outros. A explicação é essa!”

Na sua opinião no que é que gasta dinheiro sem se arrepender?

 

Leave a Reply